Alguns alimentos causam uma reação adversa em algumas pessoas e em outras não. Além disso, essa reação adversa pode se manifestar de várias maneiras – eczema, febre, vômito, enjôo, diarreia, falta de ar, rinite, etc. Logo, essa reação adversa pode ser uma alergia alimentar ou uma intolerância alimentar.

Os mais comuns são leite de vaca, ovo, amendoim, soja, peixe, frutos do mar e nozes. O que pode acontecer também é o que chamamos de reação cruzada, ou seja, alimentos diferentes podem induzir respostas alérgicas semelhantes no mesmo indivíduo. Isso ocorre porque certo alimento tem uma “parte semelhante” ao outro alimento que causa a alergia. Como assim?

Por exemplo, se você tem alergia ao pólen, você pode ter alguma reação a certas frutas in natura ou se você tem alergia ao amendoim, você pode ter reação a ervilha, soja ou outros feijões.

Essas manifestações alérgicas estão aumentando devido as mudanças nos hábitos alimentares. Atualmente, substituímos alimentos naturais, nutricionalmente equilibrados, por produtos industrializados que não há nenhum conteúdo nutricional. Muitas vezes, esses alimentos industrializados contêm milhões de aditivos alimentares na lista de ingredientes que o nosso corpo nem reconhece como “nutriente”. Ou seja, estamos agredindo o nosso corpo e ele PRECISA responder ativando o sistema imunológico. Aumentou mais da metade o consumo de refrigerantes, biscoitos, embutidos, fast food, etc.

Compartilhe ❤

No começo do mês a Thaís Abath comemorou o primeiro aniversário da Fernanda, sua filha, com uma festa linda e super criativa! Para quem não sabe, a Thaís é nutricionista (na área materno-infantil) e também colaboradora aqui do blog. Quem segue a Thaís no instagram (@thaisabathnutricionista, segue lá!) já sabe que ela é super cuidadosa com a alimentação da filha e todo esse carinho apareceu também na festa! O tema foi “quitanda”! E a Quitanda da Fefê estava cheia de frutas frescas e sucos. Um amor! <3

13 14

1 2

6 10 9 8 7

As lembrancinhas foram mudas de manjericão! :)

4 3 5

quitanda

A aniversariante!

Doces, bolo e papelaria  – Labecca Café
Bolo sem glúten – Jaqueline Cintra Brownie 
Fotografia – Camilla Soares

Veja mais posts sobrefesta, frutas, quitanda, Thaís Abath
Compartilhe ❤

O hábito alimentar é formado desde a infância e não sofre influências somente da família, mas também do ambiente escolar. Devemos nos preocupar com a alimentação na escola que os nossos filhos estudam? Com certeza! A escola é o segundo lugar que influencia o hábito alimentar da criança.

Esses hábitos alimentares influenciarão no crescimento e desenvolvimento da criança, além de influenciar no aparecimento ou não de doenças crônicas não transmissíveis (obesidade, diabetes, hipertensão, etc).

Dessa forma sempre é importante acompanhar o cardápio da escola para saber o que está sendo oferecido ao seu filho. Fique de olho e SEMPRE pergunte se aquele pão de queijo ou aquele bolo que está no cardápio é industrializado ou caseiro. Observe se aquele biscoito maisena ou biscoito de polvilho são oferecidos diariamente ou algumas vezes.

Já as crianças que levam o lanchinho de casa podem levar alimentos saudáveis ou não, depende do hábito alimentar da família. Se a família só tem em casa biscoitos recheados, a criança só levará biscoito recheado. Se a família tem uma alimentação saudável, a criança levará alimentos bons a sua saúde.

O recomendado é que a criança não consuma nenhuma fonte de balinhas, biscoito recheado, suco de caixinha, açúcar nos lanches escolares. Tenha um consumo maior de frutas, sucos naturais, bolos simples e biscoitos simples.

Há crianças que almoçam e jantam nas escolas. Ficar atentos também quanto ao cardápio! É oferecido salada cozida? Crua? Esses alimentos realmente são colocados no prato do meu filho? Ele realmente come? É importante conversar com as professoras para saber se esse alimento está sendo posto no pratinho da criança e, se a criança realmente tem consumido.

Compartilhe ❤