Como prometido, gravei um vídeo mostrando os acessórios das lancheiras das crianças para o ano de 2016. Mostrei tudo o que vamos usar e prometi deixar os links aqui no blog, então vamos lá:

Pote EasyLunchBoxes: Disponível para compra nos EUA (Amazon)
Pote Sistema: Disponível para compra nos EUA (Amazon)
Kit de Alimentação Munchkin: Disponível para compra no Brasil ou nos EUA (Amazon)
Formas de silicone: Disponível para compra no Brasil, nos EUA (BentoUsa) ou China (Aliexpress)
Cortadores: Disponível para compra no Brasil, nos EUA (BentoUsa) ou na China (Aliexpress)
Garrafa Thermos: Disponível para compra no Brasil e nos EUA
Pote Thermos: Disponível para compra no Brasil e nos EUA
Caneca térmica: Disponível para compra no Brasil
Gelo em Gel: Disponível para compra no Brasil e nos EUA (Amazon)
Lancheira Skip Hop: Disponível no Brasil e nos EUA (Amazon)
Lancheira Puket: Disponível no Brasil

Alguns exemplos das lancheiras estão na galeria abaixo:



Se você quiser dar uma olhada nos posts ou vídeos anteriores (sobre lancheiras), vou deixar os links abaixo:

Post: Esclarecendo dúvidas sobre as lancheiras
Post: A lancheira e seus acessórios (2013)
Post: A lancheira e seus acessórios (2014)
Post: Montando as lancheiras
Post: Cortadores e forminhas para deixar os lanches mais divertidos!
Vídeo: O que as crianças levam na mochila da escola
Vídeo: Ideias de lanche para a escola

Compartilhe ❤

Se teve uma coisa que eu aprendi ao longo dos últimos anos, foi que organização e planejamento facilitam (e muito!) essa nossa vida corrida de mãe. Ano passado estava com as três crianças na escola: Bernardo no último ano do ensino infantil, Tomás já para o final também e Nina na divisão entre berçário e maternal. Por mais que os três tenham idades bem próximas, eles estão em fases diferentes na escola e cada uma dessas fases exige um comprometimento diferente dos pais. Achei que fosse fácil gerenciar as atividades e as atividades de casa que a escola pedia, mas como são várias (e de fases diferentes), acabei de me enrolando durante o ano. Então nessas looongas férias de fim de ano, parei, respirei, pesquisei e achei algumas soluções para facilitar essa rotina escolar. Hoje vou falar sobre a hora do dever de casa. Eu sei que dependendo da idade do seu filho, tarefa ele não trás. Só que a escola sempre vai pedir algum trabalhinho ou até algum material específico de casa, então dá para pegar algumas dicas.

Aqui em casa temos um escritório, que acaba sendo o meu “estúdio de gravação” para o YouTube. É onde fica meu computador e onde guardo câmeras, luzes, tripés etc. Lá dentro consegui organizar um cantinho com um móvel só para os materiais das crianças (isso vai ser um post/vídeo a parte), mas fazer o dever de casa lá não daria certo. São três crianças e eu. Com certeza ficaria um pouco apertado. Resolvi que seria mais confortável se juntássemos todos na mesa de jantar e, para facilitar esse transporte de vários materiais (crianças nessas idades usam mil e uma coisinhas para os trabalhos da escola), montar uma estação portátil de materiais para a hora do dever de casa. Essa estação nada mais é do que uma caixa ou organizador (algo portátil) que contenha os materiais necessários para os trabalhos, como tesoura, cola, lápis, caneta, borracha, papel, etc. A ideia é super simples (barata e rápida), mas facilita bastante. Usei nessas férias para momentos de colorir livros, desenhar e alguns trabalhinhos que inventei por contra própria. Ideia aprovada!

Vou deixar algumas inspirações para vocês e, ao final, mostrar com fiz aqui em casa.

Modelo feito com caixas e fita. Fonte aqui.

Captura de Tela 2016-02-21 às 11.31.09

Usando escorredores de talheres. Fonte aqui.

Modelo giratório, feito com vidros e prato. Fonte aqui.

Modelo feito com organizador de produtos de limpeza + jarras. Fonte aqui.

Feito com prato + latas pintadas. Um amor! <3 Fonte aqui.

Feita com cesta. Não tinha como ser mais fácil! Fonte aqui.

Uma estação maior e mais completa, feita com aqueles carrinhos organizadores de cozinha ou banheiro. Fonte aqui.

Fiz um painel do Pinterest (para acessá-lo clique aqui) e lá botei várias outras inspirações para essas estações. Dá uma olhadinha =)

E o que eu fiz aqui em casa para tornar esse momento mais prático? Eu peguei uma das gavetas sem uso do armário dos meninos (um módulo de nicho) e coloquei os materiais, que já tinha separado em potes ou caixinhas. Peguei esse módulo simplesmente porque era o eu já tinha. Mas poderia ter sido uma caixa qualquer. Essa estação fica no móvel que eu mencionei anteriormente quando disse que tinha separado um lugar para os materiais das crianças no meu escritório. Pretendo para algo mais bonitinho e acessível para as crianças, mas por enquanto é isso mesmo.

gaveta2

gaveta3

Eu sei que essa ideia é tão simples, que até parece bobo demais para merecer um post específico. Mas a gente tá sempre pensando em tanta coisa… que às vezes não nos tocamos que a solução pode ser bem simples. Espero que tenham gostado!

Um beijo.

Lembrando que o blog tem um perfil do Pinterest e lá você encontra vários painéis com inspirações diferentes para várias coisas da vida <3 Me segue lá!

Compartilhe ❤

O natal mal passou e o ano mal começou e já temos que nos preocupar com uma coisa que tira o sono de muita gente: a compra da lista de material escolar. Elas geralmente são enormes, exigem tempo e normalmente bastante dinheiro. Como economizar nunca é ruim (principalmente nos últimos tempos), juntei aqui algumas dicas para gastar o menos possível com essa lista.

A minha primeira dica é comprar o material até o começo de dezembro ou no finalzinho de fevereiro. Muito provável que as coisas estejam mais baratas (sim, muitas lojas aumentam os preços na época mais cheia das compras) e com certeza as papelarias estarão mais vazias. Mas vamos considerar que você não tem opção e vai ter que comprar tudo agora em janeiro:

Faça um balanço dos materiais de anos anteriores A maioria das listas pede lápis de cor, canetinha, borracha e coisas assim. Esses são itens que não são completamente usados ao longo do ano e é bem possível que tenham sobrado em casa. Confira então o que você já tem e faça uma nova lista com o que realmente precisa comprar.

Pesquise na internet Esse é um hábito pessoal. Antes de comprar qualquer coisa (eletrônicos, roupas, maquiagem etc) eu sempre procuro o preço na internet. Essa é uma boa ideia principalmente na hora de adquirir mochilas e lancheiras, já que os preços e modelos disponíveis nas papelarias normalmente são bem caros. Atualmente já existem muitos endereços virtuais que oferecem a lista completa de materiais. É uma boa dar uma olhada também, mas não se esqueça de conferir o preço com frete. A loja virtual Matteriais foi muito bem indicada por algumas mães que conheço, mas vale lembrar que eu mesma ainda não comprei lá.

Peça indicação de papelarias Acho que é super comum fazer parte de grupo de mães, seja no WhatsApp, no facebook… Então por que não pedir indicação de lojas boas/baratas para a compra de material escolar? Eu já peguei várias indicações de lojas da minha cidade. Entre no seu grupo e peça dicas :)

Se junte com outros pais e peça desconto Aqui em Brasília percebi que é muito comum se juntar com outras mães/pais e montar um grupo para desconto na hora de matricular o filho no colégio. Essa prática também é uma boa ideia na hora de comprar materiais, já que a possibilidade de desconto é maior. Só fique atenta na hora de escolher com quem vai se juntar, já que lidar com dinheiro pode ser um pouco complicado.

Peça orçamento em várias papelarias Antes de fechar a compra, tente pesquisar preços em pelo menos três lojas. É chato e provavelmente vai levar um tempo (papelarias nessa época do ano sempre estão cheias), mas a economia pode ser grande. Atualmente vários estabelecimentos cobrem orçamentos feitos por outras lojas.

Preste atenção se for levar a(s) criança(s) na hora de comprar Se você não tiver muita paciência, é melhor deixar a criança em casa. Esses lugares são cheios e sempre vai ter aquele material mais caro (licenciado) que vai chamar a atenção da maioria dos pequenos. Mas se você tiver paciência e vontade, eu acho uma boa oportunidade para levar a criança e ensiná-la um pouco sobre esse momento da compra. Dá para ensinar sobre como economizar e porque comprar uma coisa (e outra não), sobre o que é necessário, como seguir uma lista de compras… Enfim, o aprendizado provavelmente vai ser grande.

Opte por produtos simples Os licenciados normalmente chamam mais a atenção das crianças, mas também são os produtos mais caros. Infelizmente o preço alto não significa que o produto seja de qualidade. Uma ideia boa é substituir os produtos de personagens por opções simples. Se a criança não gostar do produto, convide-a para personalizar aquele item com você. Fazer as minhas próprias capas de caderno (que originalmente eram bem simples e super genéricos) era o meu momento favorito antes da volta às aulas.

Peça desconto na hora de fechar a compra Peça o desconto e veja qual a forma de pagamento compensa mais para você e cabe melhor no seu orçamento.

Os livros estão caros? Procure em sebos Na faculdade eu cursei literatura e sempre precisei de muitos livros diferentes. Infelizmente a biblioteca da universidade não tinha exemplares suficientes para todos os alunos e comprar todos os livros novos estava fora de cogitação. Foi nessa época que conheci o maravilhoso mundo dos sebos! Existem vários sebos locais (e vários virtuais) e a oferta de livros é muito grande. E para tem aquela ideia de que livro de sebo é sujo e mal cuidado: nem sempre é assim. Eu mesma, de vez em quando, vendo os livros que estão parados aqui em casa. Quando estou procurando um livro super difícil de achar, gosto de procurar no Estante Virtual. O site organiza acervos de vários sebos espalhados pelo país e você pode conferir o estado do produto. Normalmente compensa bastante.

Preste atenção nos seus direitos de consumidor Independente da loja (física ou virtual) confira a política de troca de itens e peça a nota fiscal discriminada, caso você precise trocar algo.

Lembre-se: a cobrança de materiais de uso coletivo na lista está proibida Ou seja: a escola não pode exigir esses materiais de uso coletivo e, caso isso aconteça, você pode fazer uma reclamação junto ao Procon. Deixo aqui um trecho publicado no site do Procon-DF:

“O que diz a legislação

– Material escolar é item de uso exclusivo do aluno e restrito ao processo didático-pedagógico e tem por finalidade o atendimento das necessidades individuais do estudante.

– Não é permitida a cobrança de taxa extra ou de fornecimento de material de uso coletivo dos alunos ou da instituição. Itens de higiene pessoal, álcool, apagador, grampeador, giz, pincéis para quadro, clipes, cartucho para impressora, envelopes, etiquetas, copos descartáveis, etc., são exemplos de materiais de uso coletivo.

– A lista de material deve ser acompanhada de um plano de execução, que deve descrever, de forma detalhada, os quantitativos de cada item de material e a sua utilização pedagógica.

– É permitido aos pais o fornecimento parcelado do material. A entrega deve ser feita com, no mínimo, 8 dias de antecedência do início das atividades.

– A escola é proibida por lei de exigir marca, modelo ou indicação de estabelecimento de venda do material, com exceção da venda do uniforme.”

mat

Espero que as dicas tenham ajudado e desejo boa sorte e boas compras a todas :) Um beijo!

Veja mais posts sobrecompras, economia, escola, lista, material escolar
Compartilhe ❤

O Dia dos Professores está chegando (dia 15/10) e vejo várias mães já correndo atrás das lembrancinhas. Eu acho que, mais do que se preocupar com o presente, é legal focar em agradecer por toda a dedicação daquele(a) profissional. Mas isso não precisa ser complicado ou caro. Contando as salas das minhas três crianças, são 9 professoras! Nada melhor então do que achar ideias lindas que sejam fáceis de ser executadas e que não comprometam o orçamento do mês. Certo?

Aqui vão as minhas sugestões:

Plantinhas:

Dia dos Professores

Essa é uma das ideias mais simples e fofas: só comprar a planta e colocar numa embalagem diferente. Dá pra cobrir o vasinho original com papel pardo ou até passar a planta para uma xícara ou copo de papel. É importante prestar atenção se ela cresce ou não e arrumar um recipiente que possibilite o crescimento dela. É bom também saber se a professora (ou professor) gosta de plantas. Não é legal dar alguma coisa que você sabe que vai ficar jogado no canto, né? Principalmente quando é algo que precisa de cuidado e atenção.

Produtos de beleza:

Dia dos Professores

Já percebi que esse tipo de presente é bem comum, pelo menos na escola das crianças. As mães costumam dar um esmalte (ou um kit com esmalte e lixa), esfoliante ou até algum creme de mão. Vale lembrar que esse tipo de lembrancinha acaba sendo um pouco mais cara (por causa dos produtos que você não faz em casa) mas, dependendo da quantidade de professoras, não sai tão caro. Normalmente acaba sendo para mulheres, mas dá pra substituir o esmalte por creme para mãos ou até álcool em gel, caso seja um professor.

Velas:

Dia dos Professores

A opção de dar velas é bem legal: pode servir de enfeite, pode ajudar no caso de falta de luz (hahaha) e é um presente super charmoso. Você pode fazer a vela em casa e até arriscar escolher uma essência pra ela. A dica é escolher potes legais: uma xícara, um recipiente de vidro… Se não quiser fazer a vela, dá para comprar aquelas pequenas e enfeitar com washi tape (como na terceira foto acima).

Eu sempre escolho fazer/dar alguma lembrancinha que seja de comer. Na minha cabeça é fácil fazer, já que eu gosto de cozinhar, e também costuma ser um tipo de presente que agrada a maioria das pessoas. Então ficam aqui as minhas sugestões para quem quer dar coisinhas de comer, só que fugindo da mesmice:

Bolos no pote:

bolos no pote

Qualquer comida dentro de pote anda fazendo um super sucesso. Além de ser bem estético, não é difícil de fazer. Você pode comprar potes de vidro (ou plástico) em lojas de embalagem ou usar potes limpos que tenha em casa. Depois é só providenciar um bolo e um recheio. É quase impossível errar :)

Kits no pote:

kits

Assim como bolos prontos ou saladas, tenho visto muito esses “kits” ou “receitas” no pote. Já vi de brownie, bolo, cookie e até chocolate quente. Dá um pouco mais de trabalho: você precisa separar os ingredientes, botá-los de um jeito fofo no pote e imprimir a receita com o passo-a-passo. Se você tiver um pouco mais de tempo, vale a pena =)

Barras de chocolate e pipoca:

pipochocolate

São duas ideias super fáceis de serem executadas e o que vai fazer a diferença é a embalagem. Se você decidir que quer dar barras de chocolate, dá para pegar um papel e um laço bem bonito e personalizar cada uma. Uma ideia legal é pedir para o seu filho (ou filha) desenhar na embalagem! Se você decidir fazer pipoca, é legal arranjar aqueles saquinhos brancos ou até uns mais enfeitados e amarrar com um barbante. Tudo feito com carinho fica lindo <3

Espero que tenham gostado das minhas sugestões. Para ver as fotos em tamanho maior, conferir a fonte de cada uma ou até pegar mais ideias, é só entrar no painel que eu montei no Pinterest com todas essas inspirações. CLIQUE AQUI!

Compartilhe ❤