Como várias coisas na vida, o hábito da leitura pode (e deve) ser estimulado desde cedo. Bebês podem crescer virando as páginas e cutucando as figuras daqueles livros de borracha e, eventualmente, passar para os livros que contenham histórias. Lendo diferentes livros (ou escutando histórias) a criança aprende coisas novas que normalmente não são apresentadas nas outras atividades do dia-a-dia.

Dê livros de presente
É bom mostrar desde cedo que o livro é uma coisa que deve ser valorizada. Nada melhor então do que presentear crianças com livros! Eu comecei a dar livros porque sempre ficava na dúvida sobre qual brinquedo comprar para o filho de outras pessoas (um drama à parte) e me deparei com a possibilidade de dar livros. Nunca mais voltei atrás =) E se engana quem acha que criança sempre vai preferir ganhar brinquedo, hein? É tudo questão de escolher o livro de acordo com a idade.

Se cadastre em uma biblioteca (colocar dados da infantil lá embaixo)
Livros infantis normalmente são curtinhos e com histórias simples, então é bom variar para despertar sempre a curiosidade da criança. Por isso é legal ter um acervo à disposição do seu filho, mas você não precisa sair comprando todos os livros que vê pela frente. O que eu decidi aqui em casa foi me cadastrar em uma biblioteca infantil e passar por lá toda semana para pegar alguns livros. Durante a semana lemos esse dois ou três títulos e depois trocamos. A biblioteca que escolhi aqui em Brasília foi a Biblioteca Infantil da 104/304 sul. Eu cresci pegando livros emprestados lá e também tive aulas do que na época chamavam de escola de criatividade. Então foi muito bom ter a oportunidade de voltar com os meus filhos e ver que a biblioteca está enorme, bem cuidada e com um grande acervo infantil. Para quem se interessar, deixarei ao final do post as informações sobre a biblioteca e os documentos necessários para o cadastro.

Insira a leitura na rotina do seu filho
Para realmente estimular a leitura como hábito, é importante que ela faça parte do cotidiano. Então tente separar um momento diário de leitura. Aqui em casa temos dois momentos: o meu e o do meu marido. Durante a tarde eu leio algum livro simples com as crianças e, dependendo do tamanho, dividimos a leitura em duas ou três tardes. De noite, antes da hora de dormir, meu marido lê alguma parte de um livro para os meninos. Ele escolheu fazer dessa maneira porque queria que os meninos tivessem contato com livros que ele leu e amou. No momento ele estão lendo O Hobbit. Como o livro é bem extenso (e um pouco complexo para crianças de 4,5,6 anos), eles só lêem uma ou duas páginas por dia. Eu achei que os meninos não fossem gostar, mas eles se amarraram! Haha. Como o meu marido trabalha o dia todo, esse momento da leitura se tornou algo no estilo “pai e filhos” e tenho certeza que nossos filhos vão lembrar disso com muito carinho no futuro.

Leia com seu filho
Pode parecer a coisa mais boba do mundo, mas lá no comecinho da minha vida de mãe eu tinha muita vergonha de ler em voz alta. Lembro de atividades na escola do Bernardo, nas quais as mães tinham que ler um livro para a turma inteira. Eu ficava super insegura porque não sabia exatamente como fazer. Pensava que tinha que encarnar a atriz, fazer mil vozes e terminar com uma atuação digna de contadora de histórias. Mas não é bem assim. Aqui funciona (e funciona o simples): ler alto, ler devagar, parar ao final de cada página para fazer um resumo do que acabou de ler e sempre responder às perguntas dos pequenos. Aqui lemos livros de topos os tipos, mas estou gostando muito (principalmente para o Bernardo e o Tomás) de ler adaptações infantis de livros escritos para adultos. Por exemplo: essa semana lemos O Guarani adaptado pela Ruth Rocha. Aí os meninos fizeram mil e uma perguntas sobre colonização, índios, portugueses etc. Nem preciso dizer que aprenderam várias coisas novas, né?

Não desista
No começo, a criança pode apenas folhear o livro e deixar de lado, o que pode ser bem frustrante para você. O importante é lembrar que muitas vezes as crianças passam por esse processo crescente até chegar no objetivo final. Na introdução alimentar é assim, no desfralde é assim, na ida para a escola é assim. É tudo questão de adaptação e vontade. Continue oferecendo o livro e participe desse momento!

Não force a barra
O momento da leitura tem que ser algo divertido, já que o objetivo é fazer a criança aproveitar e não correr atrás de metas. Se o livro não estiver agradando, tente mudar a história e entrar no livro. Faça diferentes vozes e se empenhe nos efeitos sonoros, isso com certeza vai chamar a atenção.

Espero que tenham gostado das dicas aqui. Lembrando que tudo isso é baseado na minha experiência pessoal, ok? um beijo!

Biblioteca Infantil 104/304 sul:
Para o cadastro: carteira de identidade, comprovante de residência e o pagamento da taxa anual de R$ 10.

Compartilhe ❤

Alguns meses atrás, eu vi rolando no Facebook um vídeo que mostrava um livro de feltro super caprichado, feito à mão, cheio de atividades para bebês. Nada de colorir ou coisas assim. Tinha zíper para ser aberto e fechado, roupinhas para serem penduradas no varalzinho (costurado na página), sapato de tecido com cadarço para ser amarrado. Enfim… achei super legal! O tipo de coisa que distrai muito qualquer bebê, mas que também ensina e desenvolve muitas habilidades. Esse tipo de livro é chamado de quiet book, busy book, cloth book…etc.

A Nina a-do-ra coisas pequenas e detalhadas. Está sempre fuxicando as minhas coisas, tocando tudo com aqueles dedinhos dela. Sem contar que, como os bebês da idade dela, tem uma curiosidade sem fim.

Eu não sou muito habilidosa (nem um pouco, na verdade) com essa coisa toda de costura, mas resolvi juntar algumas inspirações de páginas para esse quiet book e encomendar com alguém que fizesse esse tipo de trabalho. Finalmente consegui encomendar esse livrinho e vim aqui compartilhar com vocês as ideias que eu considerei mais legais para montar um.

quiet bookquiet book quiet book quiet book quiet book quiet book quiet bookquiet book quiet book quiet book

Se você se interessou mais sobre o assunto, é legal assistir os vídeos de uma playlist que eu montei no YouTube. Os vídeos não são meus, mas são inspirações que eu achei bem legais :)

As fotos (e as fontes de cada uma) você pode conferir na galeria que eu montei no Pinterest, é só clicar aqui.

Compartilhe ❤