Na escola dos meninos quando a criança completa 2 anos várias coisas mudam. O tempo passado na escola diminui, a criança já pode levar lanche de casa, não toma mais banho na escola, muda de turminha e… começa o processo de desfralde. Claro que não são todas as crianças que passam por isso assim que completam 2 anos, mas a professora começa a prestar atenção nos sinais de que seu filho está pronto para deixar as fraldas. E quais seriam esses sinais? A criança:
– Mostra que fica incomodada com a fralda suja, seja de xixi ou cocô.
– Já demonstra algum interesse nos hábitos de higiene mais comuns: lavar as mãos, escovar os dentes, tomar banho.
– Consegue entender comandos simples, como “pegue aquilo” ou “não faça isso”.
– Sabe a diferença entre xixi e cocô.
– Consegue entender os sinais corporais de que vai fazer xixi ou cocô, e consegue até segurar.
– Já fica sentado em um só lugar por alguns minutos
Já tem algumas semanas que o Tomás, com 1 ano e 11 meses, vem avisando que vai fazer xixi ou cocô e tenta tirar a fralda assim que termina. Se eu demorar muito ele tira mesmo. Toda vez que o irmão mais velho, de 3 anos, vai ao banheiro o Tomás vai junto e quer usar o vaso também. Considero que esses já são sinais de que ele está quase pronto. Então fico por conta da mudança de turminha para começar, junto com a escola, o processo de desfralde.
Com o Bernardo foi bem fácil, pelo menos é o que eu penso agora, hehehehe. A professora me avisou que queria começar o processo diurno(ele tinha 2 anos e 2 meses) e no dia seguinte ele já foi para a escola sem fralda e com a mochila cheia de mudas de roupa e cuecas extras. Lá eles tem um mini vaso sanitário no cantinho da sala, justamente para a criança se acostumar. Aqui em casa ele pelo penico, ele mesmo não quis. Foi direto para o vaso sanitário usando um redutor. Claro que não é super fácil e, no caso do Bernardo, teve bastante sujeira. Foram mais ou menos duas semanas infernais as quais eu passei catando cocô do chão (!!!) e secando xixi. Mas foi só isso e ele aprendeu rápido. Quando saíamos (para as casas da avós) sempre levava vááárias roupas e cuecas, então isso também não foi tão difícil. Mas esse foi o processo de desfralde diurno, o noturno foi em outro momento, quase um ano depois. Eu acho que eu demorei bastante para ter coragem de tirar a fralda da noite, mas também não demorou muito. Quando percebi que a fralda amanhecia seca (ou quase), simplesmente parei de colocar fralda antes de dormir. Alguns dias (e muitas roupas de cama) depois ele esqueceu da fralda.
Eu imagino que com o Tomás não será muito diferente, mas já estou me preparando psicológicamente para o processo. Andei pesquisando e achei alguns produtos que ajudam bastante. Alguns eu já testei, outros não (mas li opiniões positivas).
– Se a criança estiver com receio de deixar a fralda a dica é mostrar pra ela que usar cueca/calcinha e o vaso sanitário também é legal! Compre calcinhas ou cuecas bem coloridas, talvez de personagens queridos, e sempre a elogie quando conseguir usar o vaso. Eu adorei a dica que a Iza, do Roteiro Baby, deu no instagram do blog: papel higiênico fofo! Hehehehe, com certeza deve chamar bastante a atenção da criança!

Beijos!

Compartilhe ❤